Pensando Em Ter Filhos? Planeje o Coração e as Finanças


Desde os mais ancestrais organismos na escala evolutiva, o principal objetivo das espécies é deixar seus descendentes. Evolutivamente falando, é muito importante para toda a espécie do planeta reproduzir e perpetuar a espécie. 

Psicologicamente, a geração, nascimento e criação de um filho é algo fundamental para as relações humanas. E quando o assunto é mais íntimo, ter filhos significa amar e zelar por alguém mais que qualquer outra coisa ou pessoa no mundo – se você não é mãe ou pai, já deve ter ouvido falar. 

De um modo mais prático, planejar ter um filho significa também planejar gastos e isso não é algo frio de ser dito ou pensado, é nada mais nada menos que justo. 

Quando se é um responsável direto por uma outra pessoa, é normal que se queira dar tudo que ele ou ela venha a necessitar. 

Esse é um artigo voltado para aqueles que estão pensando na maternidade e/ou paternidade e de um modo simples te falaremos sobre grandes responsabilidades financeiras que acompanham esse novo e especial momento.

Sabe-se que decidir ter um filho sempre vem acompanhado de grandes expectativas, sentimentos e preocupações. As preocupações com certeza tomam conta dos pensamentos de todos os pais, principalmente naquilo que está relacionado ao lado financeiro, afinal, um filho traz também muitos gastos despendidos. 

Dicas de finanças para ter filho

Desde o pré-natal começam os preparativos que um bebê demanda, que só vão crescendo à medida que a criança cresce: enxoval, móveis, reforma de casa, decorações, plano de saúde, creche, escolas, faculdade…

São muitas as coisas envolvidas na criação de um filho e aqui serão elencados os pontos principais para se atentar no financeiro.

Como dito em um momento anterior é necessário se preparar para a chegada do novo integrante da família. A sua casa é receptiva e segura para uma criança? 

Esteja ciente de que algumas coisas precisarão ser modificadas e modificações custam dinheiro. Então planeje-se de acordo com o que precisa ser realizado, faça listas, planilhas, cálculos e orçamentos para que nada te pegue de surpresa e você tenha tempo para administrar o montante que será destinado a essa causa. 

As prioridades da vida dos pais também mudam. Se antes você queria guardar dinheiro para ir viajar nas férias, trocar de carro ou apenas investir, agora as suas prioridades serão relacionadas ao seu filho. Pode parecer exagero, mas apenas quem tem filhos sabe como mudar as suas prioridades para cuidar e satisfazer as vontades de seus filhos é um verdadeiro privilégio. 

Então, tenha em mente que novos planejamentos serão feitos, bem como novos planos e sonhos chegarão.

Os valores para se criar um filho desde o seu nascimento até que atinja a maioridade são bem altos. Você pode pensar que isso não é novidade para ninguém, mas acredite, quando os custos são colocados no papel, muitas pessoas tendem a se assustar. 

O importante é lembrar que para tudo se tem um jeito e a chave é o planejamento financeiro. De acordo com dados de pesquisas independentes, uma família pode despender um montante de até 1 milhão de reais para criar um filho. 

Dados apresentados giram em torno da realidade de famílias de classe média. É claro que os valores variam de acordo com a renda familiar, pois sabe-se que muitas famílias em situação de vulnerabilidade financeira vivem com muito menos. 

Poupar e evitar gastos desnecessários auxiliam na sobra de dinheiro, que pode ser destinado à educação e saúde. Por isso, lembre-se de que mais que bens materiais, seu filho precisa de atenção e cuidado, e posteriormente um bom investimento em educação. Aproveite a viagem!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.