Banco Central registra mais de 100 milhões de consultas no SVR


Após o anúncio da possibilidade de ter dinheiro “esquecido” nos bancos, mais de 100 milhões de pessoas físicas e empresas já efetuaram a consulta. A ferramenta de pesquisa está disponível através do site criado pelo Banco Central.

Esse número foi informado pelo próprio BC e foi contabilizado desde a data de abertura, dia 13 de fevereiro, até às 18h do dia 18 do mesmo mês.

De acordo com a instituição, desse montante, 94% das consultas realizadas partiram de pessoas físicas e os 6% restantes são pessoas jurídicas. Além disso, desse total, mais de 20 milhões de pessoas têm dinheiro a receber e quase 250 mil empresas também.

Em post anterior divulgamos o calendário com as datas disponíveis para que os cidadãos possam efetuar o saque de valores a receber.

Banco Central libera calendário para saques de valores a receber

O Banco Central divulgou que milhões de pessoas podem ter dinheiro “esquecido” em diversos bancos pelo Brasil. Dessa forma, a instituição lançou uma ferramenta onde é possível efetuar a consulta para saber quem tem ou não direito de receber algum valor.

O Sistema de Valores a Receber (SVR) foi liberado na segunda-feira (14), depois de ter sofrido instabilidade na primeira tentativa. Nesta segunda tentativa, o serviço funcionou de forma adequada e conseguiu suportar muitos acessos.

Segundo o BC, os brasileiros podem ter mais de R$ 8 bilhões a receber. Por essa razão, o número de consultas nos primeiros dias foi muito grande. Vale ressaltar que logo no primeiro dia, mais de 37 milhões de pessoas acessaram o sistema.

Caso queira consultar, o cidadão precisa acessar o valoresareceber.bcb.gov.br. No site, o usuário deve inserir seu CPF ou CNPJ e a data de nascimento. De imediato há a informação se há ou não algum valor a ser recebido.

Qual a procedência do dinheiro nas contas bancárias?

Esse dinheiro é proveniente de contas bancárias encerradas, mas que ainda tinham saldo. Também existe dinheiro deixado em consórcios “esquecidos” pelos contratantes.

Além disso, constam valores estornados ou deixados em contas que não possuem movimentação há muito tempo.

Quando esses valores poderão ser sacados, de acordo com o Banco Central?

Os valores começam a ser liberados no mês de março e isso acontece entre os dias 7 e 25. A data exata será informada no ato da consulta, quando haverá um pré-agendamento para o saque do valor disponível.

Os recebedores podem utilizar o PIX para receber o valor, desde que a conta seja de mesma titularidade. Lembrando que o dinheiro será liberado através da conta do usuário no Gov.br. Quem ainda não possui uma conta deverá criar para poder receber.

Após receber a data de pré-agendamento, o cidadão deve retornar ao portal e conferir a data para acesso ao dinheiro. Caso perca o prazo, uma nova data deve ser marcada na repescagem, que acontece no dia 28/03.

Quer saber mais sobre esse tema?  Deixe seu comentário.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.